CACAU: É uma delícia e possui muitos benefícios!

chocolate
O cacaueiro (Theobroma cacao) é a árvore que dá origem ao fruto cacau e desde o seu cultivo já pelos índios, era considerado de origem divina, denominado como “manjar dos deuses” e suas sementes, tão valiosas, eram usados como moedas.

Sua origem é de regiões pluviais da América Tropical onde ainda hoje pode ser encontrado em sua forma silvestre. O mundo civilizado começou a ter o conhecimento deste fruto e depois do chocolate, apenas após a descoberta da América por Cristóvão Colombo.

A adaptação do cacau ao clima do Brasil foi muito boa e, atualmente, estamos entre os maiores produtores mundiais, atrás da Costa do Marfim, Indonésia, Gana, Nigéria e Camarões.

cacau

O cacau possui diversos benefícios, é rico em magnésio, zinco, cromo, ferro, cobre, vitamina C, complexo B e, principalmente, antioxidantes, como os flavonoides. As fibras, presentes no fruto, auxiliam no bom funcionamento intestinal. Possui também triptofano (aminoácido que auxilia na melhora do humor e do sono), além de outras substâncias que reforçam a sensação de bem-estar, estimulam a liberação de endorfinas, melhorando o humor e reduzindo a ansiedade.

E pra quem não consegue ficar sem comer chocolate, vamos falar dessa delícia e de como é produzido.

Tudo se inicia nas fazendas de cacau onde as sementes são retiradas dos frutos e colocadas para secarem ao Sol, após, são torradas para eliminar toda a umidade e iniciar o desenvolvimento dos aromas. Depois de resfriadas, as sementes vão ao triturador para a retirada das cascas e depois são moídas. O primeiro subproduto é a manteiga de cacau e o segundo é a “torta” de cacau (parte dessa massa é dissolvida e misturada ao açúcar para produção de chocolate em pó e o restante é resfriado e quebrado em tabletes para serem usados na fabricação do chocolate).

chocolates

O próximo processo é passar pelos misturadores:

chocolate amargo

Chocolate amargo: Recebe a “torta” de cacau, manteiga de cacau e açúcar (50 a 75% de cacau, lembrando que o extra amargo pode chegar a 90% de cacau);

ao leite

Chocolate ao leite: “torta” de cacau, manteiga de cacau, leite e açúcar (26 a 40% de cacau);

chocolate branco

Chocolate branco: Apenas manteiga de cacau, açúcar e leite.

Depois de feita a mistura, o chocolate passa pelo refinamento, onde o cacau e os cristais de açúcar são quebrados e triturados em pequenas partículas. Esse processo dá a textura ao produto final, onde vai ser determinada a qualidade desse chocolate.

O próximo processo é o chamado, conchar, onde a massa fica em movimento constante para a retirada de acidez e umidade, passa também por trocas de temperatura (temperagem) ficando em consistência ideal para ser moldada.

Na moldagem, o chocolate é colocado em fôrmas para adquirir o formato final desejado, outros ingredientes como castanhas e flocos podem ser adicionados neste momento e após, são resfriados até ficarem sólidos e depois embalados.

chocolate

Pesquisa divulgada pelo Ibope em 2013 mostrou que mais de sete em cada 10 brasileiros consomem chocolate. Portanto, 75% da população consomem o alimento e 35% não trocam o chocolate por outro alimento ou bebida.

Além do chocolate que conhecemos tão bem e adoramos, há ainda muito outros usos do cacau. Com sua polpa branca e adocicada é possível fazer sucos, geleias, sorvetes, iogurtes. Com a casca, é possível produzir biofertilizantes, assim como farinha para a alimentação de animais.

O cacau é, portanto, há séculos, muito importante para a história da humanidade e continua fazendo parte do nosso dia a dia de várias formas. É só escolher e aproveitar!

Grande beijo,

Leave a Reply


− um = 7