Entenda os rótulos dos alimentos.

 

tabela

 

É sempre muito importante observarmos as embalagens dos produtos na hora da compra.

Não só para sabermos se estão dentro do prazo de validade de consumo, mas também pela preocupação que devemos ter com a nossa saúde.

Todos os elementos contidos nos rótulos são muito importantes e devem trazer informações claras para os seus consumidores.

- Fabricante: A sua identificação permite que o consumidor possa entrar em contato em caso de dúvidas;

- Prazo de validade: Permite a verificação de até quando o produto está apto para ser consumido enquanto ainda fechado e em caso de produtos a serem refrigerados, há ainda a informação de duração após aberto;

- Lote: O número impresso durante a fabricação do produto é importante para que se possa rastrear os que não estão em conformidade, ou fora do padrão, caso haja alguma reclamação. Alguns exemplos são: produto que apresenta algum aroma, consistência ou coloração diferente do convencional, assim como alguma contaminação;

- Peso ou conteúdo líquido: Através dessas unidades (kg/g) ou (L/ml), é possível verificar qual produto pode ser mais vantajoso comparativamente;

- Ingredientes: Produtos que contêm mais de um ingrediente devem apresentar uma lista com todos eles descritos em ordem decrescente, ou seja, o que está em maior quantidade deve aparecer primeiro e assim sucessivamente. Os aditivos alimentares também devem aparecer nessa lista, como os conservantes, corantes, estabilizantes, entre outros;

- Informação Nutricional: Saber fazer a leitura da Tabela Nutricional vai auxiliar na escolha correta e mais saudável para o nosso corpo.

 

imgres

Vamos entender as informações nutricionais:

* Porção: É a quantidade média estipulada, definida por especialistas, considerando-se o hábito do brasileiro e a alimentação saudável;

* % VD (valor diário): É uma média de consumo calórico que adultos saudáveis devem consumir em um dia, que é de 2000 Kcal. É apenas uma média, pois as necessidades calóricas e de nutrientes varia de acordo com o sexo, idade, atividade física e, portanto, podem ser diferentes em relação a essa referência, deve ser avaliado individualmente;

* Valor energético: É a energia produzida pelo corpo através dos macronutrientes (carboidrato, gordura, proteína). Os valores são expressos em Kcal (quilocaloria) e KJ (quilojoule);

*Carboidratos: Fonte de energia. Encontrados facilmente em massa, arroz, açúcar, tubérculos, etc;

* Proteínas: Importante componente dos alimentos imprescindível para a manutenção de células e tecidos do nosso corpo. Encontramos nas carnes, ovos, feijões, leites e derivados, entre outros;

* Gorduras Totais: É referente a todos os tipos de gordura presentes no alimento;

* Gorduras Saturadas: Encontradas principalmente em alimentos de origem animal. Seu excesso pode elevar o colesterol ruim (LDL);

* Gorduras Insaturadas: Benéficas à saúde. Encontradas nos óleos vegetais, atum, sardinha, etc. Não esquecendo, que mesmo sendo saudável, esse tipo de gordura também tem elevado valor calórico;

* Gorduras Trans: Encontradas principalmente em alimentos industrializados, como margarinas, biscoitos, sorvetes, etc. Podem elevar o colesterol ruim (LDL) e, por isso, devemos evitá-las;

* Fibra: A ingestão de fibras é fundamental ao organismo, ajudam a controlar as taxas de LDL, também de açúcar no sangue, além de auxiliarem no bom funcionamento dos intestinos. Podemos encontrar em diversos alimentos como frutas, legumes, hortaliças, cereais integrais, entre outros;

* Sódio: Está presente em salgadinhos de pacote, embutidos, molhos prontos, etc. Seu consumo em excesso pode provocar retenção de líquidos e assim, aumentar a pressão arterial. Devemos ter cuidado também ao sal que adicionamos na hora do preparo dos alimentos em casa.

 

alimentos

 

Essas são algumas das principais informações para que se possa seguir uma alimentação mais saudável e rica nutricionalmente. Não podemos esquecer que devemos sempre preparar nossas refeições com muita higiene e fazer uma boa escolha dos alimentos que farão bem ao nosso organismo. Um prato colorido (com verduras, legumes, cereais integrais, carne magra, etc) estará mais rico e diversificado em vitaminas e minerais. E, claro, todas as refeições devem ser sempre preparadas com muito carinho, pois isso fará bem para nós e toda a nossa família.

Grande beijo,

Fê Fittipaldi.

Leave a Reply


× sete = 28