Aveia – Muita fibra para o seu dia-a-dia

Farelo-Aveia

Cereal muito nutritivo, rico em proteínas, cálcio, ferro e principalmente conhecida pelo seu alto teor de fibras solúveis que além de auxiliarem no bom funcionamento do intestino, estão relacionadas, também, na manutenção de níveis saudáveis de colesterol.

A fibra solúvel presente é a β-glucana que é hidrossolúvel e tem tendência a formar soluções viscosas e géis quando em contato com a água, auxiliando inclusive na saciedade e está presente em maior quantidade no farelo de aveia.

O Food and Drug Administration (FDA), órgão regulador americano de alimentos e medicamentos, após ter feito uma avaliação rigorosa de estudos científicos, reconheceu o benefício em se consumir 3 g de fibras solúveis para a redução de doenças coronarianas. Desse modo, foi autorizada a informação nos rótulos de farelo de aveia sobre esse efeito na redução do colesterol.

Pensando em quantidades, a sugestão é de que se consuma 3 colheres (sopa) ao dia, que corresponde a aproximadamente ½ xícara (chá).

aveia-em-flocos

(imagens: divulgação)

Apresentações:

– Flocos: Quando o grão é prensado integralmente, conservando seus principais nutrientes. Os flocos finos são aqueles submetidos à moagem;

– Farelo: Provém da camada externa do grão. Maior concentração de β-glucana;

– Farinha: Normalmente é obtida da parte interna do grão. Possui menos fibras que os flocos e o farelo.

A aveia pode ser utilizada em mingau, adicionada em sopas e molhos para enriquecê-los com fibras e outros nutrientes; em saladas, iogurtes, bolos, tortas. Use sua imaginação e adicione hoje mesmo esse ingrediente saudável e nutritivo. Não espere mais!

 

Grande beijo,

Fê Fittipaldi

Minhas 48 hs em Pequim!

Confesso que a China era um país que não imaginava que iria conhecer recentemente. Nunca esteve nos meus planos imediatos de viagem, mas quando decidi que estava na hora de conhecer a Tailândia e Pequim poderia ser uma possível conexão…por que não?

Assim que soube que os brasileiros são isentos de visto durante 72hs em terras chinesas, não pensei duas vezes. Estava vindo de um voo de 10hs de Paris e ainda outras 11hs direto de SP, mas a vontade por novas experiências era tanta que o cansaço não me pegava. Cheguei em plena primavera, em um dia de Sol ameno e lá estava eu, numa terra totalmente desconhecida, viajando sozinha e tendo a total noção que a maioria das pessoas não fala ou entende o inglês.

DSC09578

Peguei o trem que sai direto do aeroporto e fui direto para a estação Dongzhimen e depois continuei para a minha parada em Zhangzizhonglu. Realmente não é tão fácil a locomoção com esses nomes, cheguei bem até a estação correta, mas não conseguia encontrar o meu hotel depois. Parei duas jovens chinesas no meio de uma esquina e pedi ajuda, foram gentis e jogaram o endereço do hotel no super waze chinês de caracteres indecifráveis e pronto…é logo ali, disseram, só continuar na ruela de terra e estará lá. Ok….puxando a mala, mochila, bolsa, mas estava feliz da vida.

DSC09568

Não perdi tempo, fiz o check-in e logo já estava de volta ao metrô para seguir direto à Cidade Proibida, que em chinês se escreve: 紫禁城 O lugar é realmente incrível, o maior palácio do planeta e que serviu como residência do Imperador por 5 séculos, além de toda a sua família, oficiais e empregados. Uma verdadeira cidade murada e que qualquer um que não fosse permitido de entrar e o tentasse fazer, estava sujeito a execução.

IMG_0710

IMG_0697

Dei uma volta nos arredores do palácio pra conhecer um pouco mais da vida local e entrar nas “lojinhas” de comidas típicas, que eu adoro. São tantos aromas e sabores inusitados que fica difícil de descrever. Como eu tinha pouco tempo na cidade, não podia demorar muito em cada atração. De lá, resolvi ir até o mercado das Pérolas, é um grande mercadão de produtos chineses dentro de um lugar fechado que tem de tudo, desde joias, capinhas e carregadores de celular, até as famosas bolsas by Chanel, Prada, etc… made in CHINA! Confesso que eu quis saber mais como eram feitas e fiquei em um longo papo com o vendedor. Ele passava isqueiro nas bolsas pra eu ver que não eram de plástico e que sim, eram feitas nas mesmas fábricas das grandes multinacionais, será? Final do dia, cansada, me entreguei a um dumpling de vegetais e chá geladinho. Uma delícia!

IMG_0701

Zǎoshang hǎo, Beijing! Espero que esteja escrito Bom Dia, Pequim!!! Hahaha Bom, hoje era o dia de conhecer a Grande Muralha, por que ir até o outro lado do planeta e não chegar perto dessa grande escultura arquitetônica seria uma afronta. Eu tinha pouco tempo, pois meu voo para Bangkok sairia no final do dia, mas resolvi arriscar. Antes da viagem eu havia pesquisado muito na internet as dicas de como chegar até lá sem grupos fechados para turista (eles são ótimos, mas os horários não batiam com os meus). Às 6 da manhã já estava na praça próxima à Deshengmen Arrow Tower, tentei ter certeza se estava no lugar correto, mas a verdade é que não havia ninguém que me entendesse. Dezenas de ônibus na praça e consegui achar o que procurava. As horas se passavam e nada de partirmos. Tive a brilhante ideia de levantar no ônibus e perguntar se alguém falava inglês, uma Koreana muito simpática disse que entendia uma pouco e perguntei o por quê de não termos saído ainda. Me explicou que o ônibus só sai quando está cheio e não havia um horário certo pra isso. Comecei a me preocupar…. e meu voo?

IMG_0719

Depois de mais uma hora finalmente partimos rumo a Badaling, a porção da Muralha mais próxima da cidade. Lembrando que a Grande Muralha foi construída a partir de 221 a C para proteger o Império Chinês contra ataques futuros e em 2012 foi divulgado que mede aproximadamente 21000 km em sua totalidade. Continuando minha aventura, uma chinesinha de uns 17 anos e que não parava de rir se sentou ao meu lado e começou a puxar papo. Ela estava fazendo curso de inglês e queria treinar. Perfeito! Encontrei minha parceira de passeio à muralha. Ela queria conversar e eu precisava urgentemente de alguém que falasse chinês e me entendesse, pra me ajudar. Combinei que eu tiraria fotos dela e ela as minhas e depois de 70km de viagem estávamos lá.

IMG_0735

Ela me auxiliou na compra do ticket e já de cara fiquei impressionada, é tudo muito extenso! A entrada do lugar é bem cuidada, tem um mini zoo com ursos famintos e logo pegamos um pseudo trenzinho à la Disney para subirmos. Tenho que deixar registrada minha constatação, eu olhava para todos os lados e não via um turista ocidental sequer por lá. Não sei se foi a época do ano ou o horário. A verdade é que me senti diferente andando por lá, até me pediram para tirar fotos. Isso foi engraçado! Andei muito, degrau pós degrau, não aguentava mais subir e disse pra minha recente amiga que eu precisava ir embora pois ainda partiria naquela noite para Bangkok. Ela resolveu ir comigo, me deu até parte do lanche dela, uma graça!

DSC09613

DSC09623

Mesmo com pouco tempo na cidade é possível sim conhecer as prncipais atrações, aprender mais sobre o povo e sua cultura. Foi muito enriquecedor para mim e me fez ter mais vontade de conhecer outras cidades chinesas. Assim que tiver outra oportunidade, incluirei no meu roteiro. Ahhhh…é claro que existem as dificuldades, óbvio que tive que apontar no cardápio aleatoriamente o que eu queria almoçar e torcer pra não vir carne de cachorro, por exemplo, sim, também confesso que os homens chineses são um tanto quanto indelicados por cuspirem no chão a todo momento, mas faz parte da tradição de cada lugar. Temos que respeitar todos os costumes, entender e isso faz com que fiquemos mais ricos cullturalmente. Indico sem pestanejar essa experiência para todos e se puderem, fiquem um tempo maior para conhecerem mais. Viajar faz muito bem e preenche a alma!

 IMG_0754

DSC09625

Anis Estrelado, conheça essa especiaria de aspecto incomum

 

anis 

O anis-estrelado (IIIicium verum) é originário do Vietnã e da China, considerado uma especiaria e muito usado na culinária e em tratamentos medicinais por lá. Seu nome vem devido ao formato em pontas que lembra uma estrela. Na culinária chinesa é muito apreciado em sopas, caldos, marinadas de carne de porco, pato e na cozinha vietnamita, usado no “pho”, uma sopa de macarrão e carne. Seus óleos essenciais são também muito utilizados em bebidas alcoólicas, como o conhecido sambuca.

Por apresentar um sabor bem característico, muitas pessoas aqui no Brasil acabam não se acostumando e não utilizam em preparações do dia a dia, outro inconveniente é o de não ser tão fácil de achá-lo à venda.

Por aqui, seu uso é mais conhecido em infusões. O chá produzido é muito indicado para gripes, gases, tosses, efeito expectorante e inclusive na melhora do mau hálito quando mastigado, por isso é bastante usado na formulação de pastas de dente.

anis

Ultimamente, tem havido um grande interesse econômico e científico em relação a essa planta, pois muitos estudos têm relatado sua eficácia como matéria-prima na fabricação de medicamento antiviral contra a gripe aviária e também a H1N1.

É rico em cálcio, além de possuir gorduras saudáveis do tipo mono e poli-insaturadas. Façam o teste e incluam em preparações em que não costumam utilizá-lo. Vai trazer mais sabor e nutrientes para vocês.

Uma dica é uma receita de suco que fiz e que está no youtube, no canalbeautyin. Assistam e experimentem!

Grande beijo!!!

ALECRIM – Consuma saúde com sabor!

alecrim

Muitas ervas aromáticas usadas no dia a dia na cozinha, além de trazerem um paladar excepcional às preparações, também podem ser muito benéficas ao nosso organismo e seus efeitos terapêuticos vêm sendo estudados no mundo inteiro.

O Alecrim (Rosmarinus officinalis) é uma planta originária do Mediterrâneo, usado fresco ou seco em carnes, batatas assadas, linguiças, molhos, sopas, churrasco, etc. Além de conferir um sabor característico, ele realça os pratos fazendo com que se use, inclusive, uma menor quantidade de sal.

Muitos também utilizam o alecrim em chás para tosses e resfriados por suas características anti-inflamatórias, tônicas, analgésicas, entre outras. O ácido rosmarínico presente na planta é um potente antioxidade e o responsável por todos esses benefícios.

alecrim

Experimente fazer um chá usando:

1 ramo de alecrim

1 xícara de água

Gotas de limão

Mel a gosto

Esquente a água e deixe o alecrim em infusão, acrescente os outros ingredientes e consuma.

Não deixe de usá-lo nas preparações à base de carnes, batatas e por que não também em sobremesas, como uma deliciosa calda para sorvete, iogurtes ou saladas de frutas.

alecrim chá

Calda doce de alecrim

Em uma panela coloque:

200ml de água

½ xícara de açúcar mascavo

2 ramos de alecrim

Raspas de casca de limão siciliano

Deixe em fogo médio até reduzir, utilize quente ou fria.

 

Use sua imaginação e aproveite todos os benefícios desse delicioso ingrediente.

 

Grande beijo,

 

Fê Fittipaldi.

GENGIBRE – É saboroso e faz bem!

gengibre

O gengibre (Zingiber officinale) é originário da China e da Índia e conhecido no mundo todo por suas propriedades terapêuticas. O principal composto bioativo presente é o gingerol que se destaca pela sua atividade antioxidante.

Os estudos já realizados mostram que o gengibre possui propriedades:

– antimicrobianas;

– analgésicas;

– anti inflamatórias;

– auxilia na digestão e na melhora da irritação gástrica;

– termogênicas

– ajuda na melhora das náuseas;

– pode inibir o crescimento de células cancerígenas no cólon e reto, assim como nos ovários.

Além de todos esses benefícios ele também tem um sabor muito agradável, refrescante e pungente que confere uma deliciosa nota oriental a qualquer prato. E por todas essas qualidades é muito utilizado na Gastronomia Mundial tanto em pratos doces como salgados (pão de gengibre, geleias, sucos, chás, bolos, acompanhando sashimis, etc). Pode ser usado fresco, seco, cristalizado ou mesmo em pó. Na Ásia é também conhecido pelo ser poder afrodisíaco e seu óleo é muito utilizado em massagens.

gengibre

Uma dica quando for tirar a casca é a de usar uma colher. Isso mesmo, raspar a casca do gengibre com uma colher é muito mais fácil do que retirá-la com uma faca.

Pronto, agora é usar a criatividade e imaginação pra botar a mão na “massa” e preparar delícias com esse ingrediente tão especial. Como vocês gostam de usar o gengibre? Contem aqui pra mim.

Grande beijo ,

Fê Fittipaldi.

Entenda os benefícios do prebióticos e dos probióticos

Alimentos-probioticos-organismo
A definição mais aceita para Probióticos atualmente é a de que são microrganismos vivos e, que sendo administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro, no caso, nosso trato gastrointestinal.

Entre esses microorganismos estão os Lactobacilos, Bifidobactérias que produzem colônias e protegem a parede intestinal. Os lactobacilos podem auxiliar na digestão da lactose, reduzir a constipação e diarreia infantil, prevenir a salmonela, etc. As bifidobactérias podem ajudar no restabelecimento da flora, estímulo do sistema imunológico, assim como da produção de vitamina , controle do colesterol, entre outros. Encontramos os prebióticos principalmente nos leites fermentados e iogurtes, além de pós ou cápsulas.

iogurte

Os Prebióticos são componentes alimentares não digeríveis que fermentam e auxiliam o funcionamento intestinal estimulando a proliferação de bactérias benéficas. Os prebióticos mais comuns são os frutooligossacarídeos (FOS, presente em diversos vegetais como ceboa, aveia, tomate, banana), a inulina (encontrada na chicória, almeirão, cebola, alho, trigo e alho poró), lactulose, oligofrutose, entre outros. Eles aumentam o volume das fezes e também a frequência de evacuações.

Como se pode notar, os probióticos e os prebióticos possuem funções benéficas ao nosso organismo e seu consumo deve ser estimulado. Procure um profissional nutricionista para que possa fazer a indicação das melhores fontes e quantidades adequadas de consumo e lembrando sempre que além da alimentação, devemos também nos preocupar com o ambiente em que vivemos e a vida que levamos. Sejam saudáveis e ativos!

barriga

Grande beijo,

 

Fê Fittipaldi

Você gosta de pimenta?? Novo estudo correlaciona o consumo de pimenta à redução de risco de morte em adultos

 

pimentas

As pessoas que apreciam refeições apimentadas e utilizam as pimentas do tipo malagueta, dedo de moça, entre outras, estão no caminho certo para uma vida mais longa, de acordo com um novo estudo desenvolvido na China e disponível pela BMJ.

A avaliação foi feita entre 2004 e 2008 com mais de 480 mil pessoas entre 30 e 79 anos e acompanhadas por ainda mais sete anos. Não entraram na pesquisa os participantes que tivessem história de câncer, doença cardíaca ou derrame.

beneficios-da-pimenta

Durante este período, houve 11820 mortes entre os homens e 8404 mortes entre as mulheres. Os resultados mostraram que homens e mulheres que consumiam comidas picantes regularmente estavam menos propensos a terem morrido de alguns tipos de doenças incluindo, câncer, doenças respiratórias e cardíacas e era ainda mais forte essa evidência nas pessoas que não consumiam álcool.

Comparando-se as pessoas que consumiam alimentos picantes menos de uma vez por semana, as que consumiam uma ou duas vezes por semana tiveram 10% menor risco de morte. Já os que tinham o costume de consumir refeições apimentadas de 3 a 7 dias por semana, o resultado foi de 14% menor o risco de morte.

 

pimentas

As pimentas frescas e o chili seco foram os temperos reportados como os mais utilizados por essa população chinesa. A capsaicina e outros ingredientes bioativos das pimentas já foram mencionados em estudos anteriores por apresentarem propriedades anti-inflamatórias, anti obesidade, anti câncer e antioxidantes e podem ser os principais itens responsáveis por estes resultados.

Apesar de todos esses ótimos indicadores, ainda são necessárias mais pesquisas para determinar se existe uma ligação real entre esses ingredientes e a redução de risco de morte, de acordo com o co-autor, Dr. Qi Lu, professor associado de nutrição da Harvard T.H. Chan School of Public Health.

INDIAN_DRIED_CHILLE_SANNAM_HOT_GREEN_CHILLI

Por enquanto, podemos sim continuar a adicionar pimenta moderadamente em nossas preparações e, para os que ainda não consomem, por que não tentar? Suas refeições além de saudáveis ficarão ainda mais saborosas.

Abraços,

Fernanda.

Você sabe montar um prato saudável? Aprenda a se alimentar bem e com equilíbrio!


dieta

Já sabemos que o que colocamos no prato todos os dias é crucial para a saúde do nosso corpo hoje e no futuro. Por isso, é sempre bom relembrarmos como se monta uma refeição saudável.

Em 2011, especialistas em nutrição da Harvard T.H.Chan School of Public Health e editores da Harvard Health Publications, criaram um guia fácil de como montar uma refeição equilibrada pra se fazer no restaurante por kg, em casa ou mesmo quando for montar a marmita para levar ao trabalho.

prato

“Copyright © 2011 Harvard University Para mais informações sobre o Prato: Alimentação Saudável, consulte The Nutrition Source, Department of Nutrition, Harvard T.H. Chan School of Public Health, http://www.thenutritionsource.org and Harvard Health Publications, health.harvard.edu”.

 

O que podemos notar nesse Guia:

  • Os vegetais e as frutas devem constituir a metade de um prato saudável e especial atenção deve ser dada ao fato de que a batata não é pra ser considerada pelo impacto que tem no aumento da glicemia (açúcar no sangue);

 

  • Os grãos integrais devem compor ¼ do prato, são eles: cevada, quinoa, aveia, arroz integral assim como os produtos feitos com eles e evitar os refinados como pão e arroz branco, por exemplo;

 

  • As proteínas completam mais ¼ do prato, nesse grupo entram as leguminosas como feijão, lentilha, grão de bico e as carnes magras. Evitar os embutidos como salsicha, linguiça, salame, etc

 

  • Evitar as bebidas açucaradas e lembrar que o suco deve ser limitado a 1 copo pequeno ao dia pois também pode apresentar alto valor calórico;

 

  • Evite gordura saturada e dê preferência aos óleos de oliva, soja, milho, girassol, canola;

 

  • Mantenha-se sempre ativo, pois é muito importante para o controle de peso.

 

São dicas simples e fáceis de serem seguidas diariamente. Nossa saúde não pode esperar. Vamos começar hoje?

alimentos

Grande beijo,

 

Fê Fittipaldi

CACAU: É uma delícia e possui muitos benefícios!

chocolate
O cacaueiro (Theobroma cacao) é a árvore que dá origem ao fruto cacau e desde o seu cultivo já pelos índios, era considerado de origem divina, denominado como “manjar dos deuses” e suas sementes, tão valiosas, eram usados como moedas.

Sua origem é de regiões pluviais da América Tropical onde ainda hoje pode ser encontrado em sua forma silvestre. O mundo civilizado começou a ter o conhecimento deste fruto e depois do chocolate, apenas após a descoberta da América por Cristóvão Colombo.

A adaptação do cacau ao clima do Brasil foi muito boa e, atualmente, estamos entre os maiores produtores mundiais, atrás da Costa do Marfim, Indonésia, Gana, Nigéria e Camarões.

cacau

O cacau possui diversos benefícios, é rico em magnésio, zinco, cromo, ferro, cobre, vitamina C, complexo B e, principalmente, antioxidantes, como os flavonoides. As fibras, presentes no fruto, auxiliam no bom funcionamento intestinal. Possui também triptofano (aminoácido que auxilia na melhora do humor e do sono), além de outras substâncias que reforçam a sensação de bem-estar, estimulam a liberação de endorfinas, melhorando o humor e reduzindo a ansiedade.

E pra quem não consegue ficar sem comer chocolate, vamos falar dessa delícia e de como é produzido.

Tudo se inicia nas fazendas de cacau onde as sementes são retiradas dos frutos e colocadas para secarem ao Sol, após, são torradas para eliminar toda a umidade e iniciar o desenvolvimento dos aromas. Depois de resfriadas, as sementes vão ao triturador para a retirada das cascas e depois são moídas. O primeiro subproduto é a manteiga de cacau e o segundo é a “torta” de cacau (parte dessa massa é dissolvida e misturada ao açúcar para produção de chocolate em pó e o restante é resfriado e quebrado em tabletes para serem usados na fabricação do chocolate).

chocolates

O próximo processo é passar pelos misturadores:

chocolate amargo

Chocolate amargo: Recebe a “torta” de cacau, manteiga de cacau e açúcar (50 a 75% de cacau, lembrando que o extra amargo pode chegar a 90% de cacau);

ao leite

Chocolate ao leite: “torta” de cacau, manteiga de cacau, leite e açúcar (26 a 40% de cacau);

chocolate branco

Chocolate branco: Apenas manteiga de cacau, açúcar e leite.

Depois de feita a mistura, o chocolate passa pelo refinamento, onde o cacau e os cristais de açúcar são quebrados e triturados em pequenas partículas. Esse processo dá a textura ao produto final, onde vai ser determinada a qualidade desse chocolate.

O próximo processo é o chamado, conchar, onde a massa fica em movimento constante para a retirada de acidez e umidade, passa também por trocas de temperatura (temperagem) ficando em consistência ideal para ser moldada.

Na moldagem, o chocolate é colocado em fôrmas para adquirir o formato final desejado, outros ingredientes como castanhas e flocos podem ser adicionados neste momento e após, são resfriados até ficarem sólidos e depois embalados.

chocolate

Pesquisa divulgada pelo Ibope em 2013 mostrou que mais de sete em cada 10 brasileiros consomem chocolate. Portanto, 75% da população consomem o alimento e 35% não trocam o chocolate por outro alimento ou bebida.

Além do chocolate que conhecemos tão bem e adoramos, há ainda muito outros usos do cacau. Com sua polpa branca e adocicada é possível fazer sucos, geleias, sorvetes, iogurtes. Com a casca, é possível produzir biofertilizantes, assim como farinha para a alimentação de animais.

O cacau é, portanto, há séculos, muito importante para a história da humanidade e continua fazendo parte do nosso dia a dia de várias formas. É só escolher e aproveitar!

Grande beijo,

Você já conhece os Nibs de Cacau? Saiba mais aqui!

Eles são usados em preparações sofisticadas em restaurantes, vendidos em lojas de produtos naturais e muito apreciados por aqueles que se preocupam com a própria saúde.

Mas o que são os nibs de cacau? São pedacinhos moídos e torrados das sementes de cacau, um processo antes de se tornarem o chocolate propriamente dito em que serão acrescentados outros ingredientes como a manteiga de cacau, leite, açúcar, entre outros. Portanto, é a forma menos processada e mais natural do chocolate. A textura é crocante e o sabor bastante intenso, lembrando castanhas, grãos de café e também o chocolate amargo, porém sem açúcar algum.

São muito ricos em antioxidantes, além de fibras, magnésio e potássio.

 

nibs_cacau

 

E como podemos usá-los? A forma básica é polvilhando em sorvetes, iogurtes, bolos, etc. Podem ser cristalizados e usados em produtos de panificação ou junto com a granola usada diariamente.

Normalmente são vistos incorporados em produtos feitos com chocolate ou mesmo sendo envoltos por chocolate e castanhas e vendidos como petiscos.

Porém, existem outras formas em que podem ser aproveitados e que fica uma delícia, como por exemplo, fazer uma crosta com os nibs para ser usada em carnes antes de serem assadas ou douradas. Em saladas, podem ser usadas para dar mais crocância.

Os chefs, muito criativos, criam receitas inusitadas e bem interessantes como cebolas flambadas na cerveja com os nibs, que podem ser servidas com queijo de cabra, algum patê ou mesmo pasta de grão de bico (homus).

Nossa…só eu que fiquei com fome agora?

Você já usou os nibs em alguma receita? Conta aqui a sua experiência!

 

Um grande beijo,

1 2 3 4 5 9