Você sabe o que são Percebes? – Lisboa

Restaurante Portugalia – Belém – Lisboa - http://www.portugalia.pt

DSC00250

Verão em Lisboa, uma tarde quente e ensolarada depois de uma visita à Torre de Belém, nada mais convidativo que um restaurante famoso em Portugal, bem próximo à Torre, o Portugália. Quando vi o cardápio, que eles chamam de ementa, não tive dúvidas, eu p-r-e-c-i-s-a-v-a experimentar os percebes antes de ir embora daquele país.

DSC00254

Quando aquelas “mini patinhas de dinossauro” chegaram confesso que não foi algo muito comum, são realmente bizarros.  Percebes (Pollicipes pollicipes) são crustáceos que ficam grudados nas pedras principalmente ao longo da costa Ibérica. São cozidos por horas e servidos frios com um creme à base de maionese.

DSC00253

Na hora de apreciar, outra descoberta…faz uma bagunça! A casca tem que ser puxada para podermos comer a carne de dentro. Esse simples ato de retirar a casca faz voar líquido pra todas as direções. O sabor? De mar….a pura verdade. Nada muito proeminente, mas interessante. Tem que experimentar!!!

 

 

Dinner in the Sky – Experiência Inesquecível

Apenas imaginem… Jockey Club de São Paulo, uma noite agradável, com temperatura na casa dos 26 C, gastronomia de primeira linha e muita gente bonita e descontraída aguardando ansiosa por uma das experiências mais surpreendentes. Uma combinação perfeita, sem dúvidas.

Logo na entrada, ao observar a mesa de 22 lugares segura apenas por um guindaste a 50 metros de altitude, senti um frio na barriga. Fui recebida com muita gentileza no lounge do evento e acomodada em um das cabeceiras da mesa. Todos os cintos checados e prontos para a aventura. A subida foi tranqüila e muito rápida e…. pronto, a Marginal Pinheiros aos nossos pés e o brilho da Lua crescente nos convidando para o jantar.

Eu e o chef Oscar Bosh

 
Eu e o chef Oscar Bosh

Algumas explicações técnicas, no centro dessa mesa existe um espaço onde ficam o chef (nesse dia o simpático catalão Oscar Bosch), seus assistentes e o organizador do evento passando as instruções. Mas o mais fascinante de tudo isso é a sensação de liberdade ao observar o céu, as estrelas, o horizonte, e tudo isso sendo compartilhado com outras pessoas que, como eu, estavam com a adrenalina também nas alturas.

26876_1401163798665_2331009_n

Todos um pouco apreensivos, mas ao mesmo tempo hipnotizados pelo local e, logicamente, fazendo contínuos registros fotográficos e alguns até ligando para amigos e familiares para compartilharem aquele momento único e emocionante.

26876_1401163878667_2793946_n

Iniciamos com um brinde de Chandon Brut Rosé acompanhado de um presunto espanhol delicioso envolvido em uma massa crocante tipo biscuit. Nossa entrada fria foi um Guacamole com Camarões, rúcula e redução de vinho doce, muito delicado e saboroso (sem o gosto pronunciado de cebola). A entrada quente era uma Baby Lula recheada por um creme de tomates e pimentão vermelho e sua tinta envolta por molho e croutons. Detalhe para a maciez da lula, pois o ponto correto para que não fique “borrachuda” é muito importante, e nesse caso, estava perfeita.

Uma pausa aqui entre os pratos para comentar sobre o serviço excepcional do chef e seus assistentes naquela situação inusitada, todos trabalhando em muita sintonia. Lembrando que, nas alturas, mesmo havendo um cooktop para esquentar os molhos, os pratos são apenas montados, todo o pré-preparo é feito na cozinha de apoio localizada ao lado do lounge, em terra firme.

31368_1416056650977_1448127_n

Voltando aos pratos, o próximo servido foi um Jarret de Vitela no próprio molho com purê de batatas. Aqui cabe uma menção especial pois foi um dos jarrets mais macios que já provei, literalmente desmanchava na boca além de estar caramelizado por fora, incrível! A harmonização foi feita com Chandon Excellence conferindo um retrogosto sofisticado.

Como sobremesa, uma Panacotta de coco com chocolate branco desconstruída, pois ao invés de servida no formato de pudim, se apresentava como um creme combinado com um coulis de manga, salpicado por um crumble crocante e decorado com flores comestíveis, toda essa delicadeza harmonizada com Chandon Passion trazendo equilíbrio e um intenso final de frutas.

Ahhh! Não posso deixar de dizer que essa foi a minha primeira experiência no Dinner in the Sky, mas, ao final do jantar, fui convidada para voltar uma próxima vez e auxiliar no serviço nas alturas. Foi sensacional!!!

31368_1416056450972_7488068_n

Experiência fascinante, divertida, saborosa, registrada para sempre na minha memória e no meu paladar, e certamente no de todos os que participaram. Parabéns!”

Festival Internacional do Cacau e Chocolate

Fonte: www.feiradocacau.com Fonte: http://www.feiradocacau.com/caption

 

Acaba de acontecer em Ilhéus, terra de Jorge Amado, o V Festival Internacional do Cacau e Chocolate. De 3 a 7 de julho, os participantes puderam ter acesso aos produtos de chocolate, além de palestras, cursos, concursos, atividades culturais ligados ao tema e até shows de artistas regionais e nacionais.

Os workshops foram ministrados por três grandes chefs: Diego Lozano, Giuliana Cupini e Lucas Corazza. Já as palestras, tiveram a presença de grandes personalidades: Chloé Dautre-Roussel, autora do livro “The Chocolate Conaisseur”; Ana Paula Brasil e André Modenesi, jornalistas; Mort Rosenblum, autor do livro: “Chocolate: uma saga agridoce preta e branca” e Cristiana Arcangeli, grande empresária e apresentadora, presidente da Beauty’in, empresa de aliméticos, nutricosméticos e cosméticos. http://www.beautyin.com

 

 

 

Alho Negro

O alho negro é o resultado da fermentação do alho que conhecemos por um período de aproximadamente 32 dias. O resultado final é um ingrediente adocicado e delicado que lembra o de uma tâmara, mas ainda com um leve sabor de alho.

20130721_184718

Pode ser consumido dessa forma ou triturado e usado em patês ou mesmo no molho de massas. Ainda é um item caro e que está começando a ser conhecido por aqui (R$ 10,00 – 14,00 / cabeça de alho).

20130721_185122

Uma receitinha rápida e deliciosa pode ser feita com pão italiano, fatias de queijo brie ou camembert. Coloque no forno para ficar crocante e o queijo derreter levemente, retire e decore com lâminas de alho negro. Se quiser incrementar, acrescente também presunto cru, geléia de pimenta ou mesmo um chutney de manga. Hummmm!

20130721_185420

Essa é mais simples ainda…tomatinhos cereja, salada verde, ramos de tomilho, pão árabe tostado, um belo azeite de oliva extra virgem e lascas de alho negro que vão conferir um sabor delicioso de ameixas pretas com um toque cítrico.

E quem é que resiste à uma bela massa com molho ao funghi? Essa aí é recheada com ricota e nozes e claro…..alho negro pra dar aquele toque!!

20130722_175653

Tinglado Moncho’s – Barcelona

aa-logo-el-tinglado

Moll de Gregal 5 y 6 – Port Olimpic 08005 Barcelona tel: 93 221 8383

 

el-tinglado-monchos-05

Fonte: http://www.monchos.com

info@monchos.com

http://www.monchos.com

Sabe aqueles locais onde você se sente de bem com a vida? O Mar Mediterrâneo logo em frente, aquela brisa e comida gostosa e serviço amistoso. Um local bem discontraído onde diversos restaurantes se interligam por um imenso corredor.

Bem interessante o que o local se tornou após as Olimpíadas de 1992, com toda a revitalização da área, pois, anteriormente, ninguém se atrevia a chegar até lá pois era um local perigoso.

Provei algumas das especialidades da casa: Primeiramente o couvert como em toda a cidade, não poderia deixar de ser pão com tomate, de entrada Salada Mediterrânea que serve muito bem duas pessoas composta de alface, lascas de atum, pimentão, aspargos, rabanete, aipo e ovo cozido.

saladaBraça
O prato principal era a Merluza Suprema, acompanhada de1/2 batata assada com alho torradinho e muito azite espanhol. Me deu água na boca novamente. Um peixe extremamente tenro e saboroso.

merluza

Mas, o principal item desse delicioso jantar foi a sangria de cava. Ela é preparada com morangos, laranjas e o espumante local de uma refrescância difícil de descrever.

O cafezinho tinha que ser servido com licor de anis, conhecido na Espanha como Carajillo de Anis.

Salvem os costumes locais!!!!

La Boqueria – Mercado Municipal de Barcelona

DSC01619

La Boqueria é o nome conhecido do famoso mercado Municipal de Barcelona, seu nome real é Sant Josep de La Boqueriafica localizado nas Ramblas e é considerado um dos melhores da Europa. Foi  inaugurado em 19 de março de 1840 (dia de São José). Antigamente era ali que ficava o convento de São José e no século XIII passou a ser local de vendedores de carne. Hoje se encontra de tudo por lá.

Mas, não posso deixar de dizer que o Mercado Municipal de São Paulo não fica atrás, na verdade parece ser maior e mais charmoso.

Há uma infinidade de produtos: peixes super frescos, frutas, verduras, produtos de charcutaria que são típicos da região como o tão apreciado presunto pata negra, queijos, etc.

frutas

 

SAMSUNG

 

SAMSUNG

Há ainda barracas que chamam a atenção pela profusão de cores, diversos copos de suco dos mais variados sabores, dispostos em uma cama de gelo e vendidos pelo salgado preço de 2 Euros. A barraca mais visitada pelos turistas.

Vale a pena a visita!

1 7 8 9